vertigo: uma demasiadamente breve análise lírica


Vertigem é a sensação de falta de equilíbrio e desorientação causada por inúmeros motivos e foi assim que o cantor irlandês EDEN nomeou o seu primeiro LP oficial, lançado no ano de 2018. Duas músicas de um total de treze serão escolhidas para serem abordadas neste texto e terem suas letras trazidas à tona de […]


Vertigem é a sensação de falta de equilíbrio e desorientação causada por inúmeros motivos e foi assim que o cantor irlandês EDEN nomeou o seu primeiro LP oficial, lançado no ano de 2018.

Duas músicas de um total de treze serão escolhidas para serem abordadas neste texto e terem suas letras trazidas à tona de uma forma que o autor espera que seja única. Não se falará das letras por completo, mas do que for julgado ser o ponto principal das canções. Todavia, sintam-se à vontade para escutarem o álbum completo e tirarem suas próprias conclusões.

01. start//end

Porque eu estive olhando para o céu para descobrir onde eu errei
Estive olhando para o céu como alguém que olha para baixo
Mas continua chovendo em mim
Quando eu estive olhando para o céu desde que eu tinha cinco anos de idade
Estive procurando pelas estrelas, mas parece que elas todas se foram
E isso quebra meu coração, você sabe
Mas eu acho que é tempo de ir

Assim começa a terceira faixa do álbum, já em seu título colocando em pauta um questionamento sobre o tempo em si: qual a diferença entre o começo e o final? Vários filósofos (Nietzsche foi o principal) já abordaram a questão do tempo cíclico e infinito, em que não se pode distinguir o início do fim. Tal profundidade é entregada ao ouvinte sem ele ao menos ouvir a música, apenas olhando o título dela.

Sobre a letra, há esse pequeno trecho que serve como a “ponte” da faixa, sendo repetido duas vezes. Afinal, o que isso significa? Nesta análise, trataremos a ponte com sua função estrutural: te levar de um caminho a outro, simplesmente.

Primeiramente EDEN nos conta sobre o que ele tem feito desde que tinha cinco anos de idade: procurando por respostas para seus erros no céu de seu próprio lugar de reflexão, assim como o chão é para muitos.

Ao mesmo tempo, ele deixa claro que é o que vem fazendo até o presente momento, mas suas angústias continuam chovendo nele.

Por fim, vem a conclusão. Ele esteve procurando esse tempo todo, nas suas respostas, aquelas que brilhavam e confortavam seu coração, mas parece que todas elas se foram e seu céu arde agora em escuridão. Isso quebra o coração de qualquer um, não é mesmo? É o final ou o começo de algo, é tempo de ir.

02. forever//over

Porque não está tudo bem
E nós estamos caindo
Mas isso é só a vida
Sem alguns baixos, não há altos
E tudo vai ficar bem
Apesar de todos estarmos nos machucando
Porque o tempo voa rápido
E você sabe, nenhuma dor é para sempre

Novamente, o compositor brinca com as palavras no mero início da sua composição. O título estabelece o contraste firme entre o que é para sempre e como ele acaba. A nona faixa do álbum fala de finais, mas não é o final. Assim como a música que foi tratada anteriormente, que tratava de pontos de partida, mas não era um deles. O enfoque da vez, falando em termos gerais, é o fim de um relacionamento que já não existe mais e como se lida com isso.

Porém, se você restringe essa música estritamente aos relacionamentos (e ninguém te culpa se você o fizer, é extremamente tocante), você perde algo que pode se tornar muito maior. Fala-se de todos os ciclos em que nos encontramos; quando não estamos bem, mas vamos ficar bem (apesar da dor). Fala-se dos altos e baixos pelos quais se passa, mas que está tudo bem, pois a vida é assim.

O tempo voa rápido, somos um estalo no tecido do espaço-tempo que constitui o Universo, apenas uma pequena amostra do que foi e do que está por vir. Nesse sentido, nenhuma dor é para sempre, porque o “para sempre” sempre acaba para os meros humanos que habitam este planeta. Mas a dor é temporária por outro motivo muito maior. É com ela que se aprende, se evolui e se torna uma pessoa melhor: a dor é só um obstáculo que se repete muitas vezes, mas o caminho adiante sempre vai se encontrar bem ali.

Conclusão

Tendo falado isso, é esperado que vocês aprendam com a dor dos versos de cada uma dessas músicas do álbum vertigo, aprendam com a dor dos versos de outros cantores, de outros poetas e, por fim, apreciem, porque, se de um lado temos que tudo que é bom passa, tudo que é ruim também. Assim, nos restam nossas próprias respostas, nossos próprios céus.




Eleições

  • Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    , ,

    Streamers com grande audiência revelam em qual candidato votam no segundo turno das eleições 2022.

  • Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    ,

    Três youtubers foram eleitos este ano, e todos estão associados a fenômenos de violência. Gustavo Gayer e Nikolas Ferreira são propagadores de um discurso político violento, enquanto o Delegado da Cunha é conhecido por publicar vídeos de operações policiais degradantes à comunidades paulistanas.

  • Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Para especialista em Direito Eleitoral, o Cônsul-geral do Brasil em Lisboa poderia se envolver na convocação dos eleitores se comprovados que os votos anulados poderiam afetar o resultado da eleição de 1º turno.


  • Bolsonaro retém R$2,4 bilhões do MEC

    Bolsonaro retém R$2,4 bilhões do MEC

    Planalto divulga decreto anunciando A retenção de 2,4 bilhões de institutos e universidades federais. A medida vale para despesas não obrigatórias, como recursos de assistência estudantil, salários de funcionários terceirizados e muitos outros.

  • Dezesseis anos de WikiLeaks

    Dezesseis anos de WikiLeaks

    , , , ,

    No mês de aniversário de 16 anos do WikiLeaks, é imprescindível lembrar que a organização se tornou uma questão controversa e divisória entre as organizações de direitos civis; maioria concorda com o valor inegável que o WikiLeaks teve ao denunciar violações de direitos humanos e liberdades civis.

  • Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    , ,

    Streamers com grande audiência revelam em qual candidato votam no segundo turno das eleições 2022.

  • Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    ,

    Três youtubers foram eleitos este ano, e todos estão associados a fenômenos de violência. Gustavo Gayer e Nikolas Ferreira são propagadores de um discurso político violento, enquanto o Delegado da Cunha é conhecido por publicar vídeos de operações policiais degradantes à comunidades paulistanas.

  • Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Para especialista em Direito Eleitoral, o Cônsul-geral do Brasil em Lisboa poderia se envolver na convocação dos eleitores se comprovados que os votos anulados poderiam afetar o resultado da eleição de 1º turno.

  • Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    ,

    Dois dias após o primeiro turno das eleições, usuários de esquerda passaram a infiltrar grupos bolsonaristas no Telegram. O resultado foi o reforço da moderação por parte dos administradores, e a aposta em teorias conspiratórias.

  • Todo fascista é corno

    Todo fascista é corno

    ,

    Não é difícil entender que a vontade de escrever é nula, assim como a vontade de acordar, sair da cama e realizar que esse bando de corno não tem mais medo de cantar aos quatro ventos: “sou fascista na avenida e minha escola é a mais querida dos reaça nacional!”.

  • No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    ,

    Grupos bolsonaristas no Telegram reforçam táticas xenofóbicas e criam fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste.


Tem uma pauta?
Estamos aqui

Toda ideia tem o potencial de ser uma boa ideia. Gostamos de ouvir ideias de pauta, denúncias ou sugestões de nossos leitores. Se quiser compartilhar, conte conosco — e olha, pode ser anônimo, tá?

Seja notificado de novas publicações, assine.

Ao se inscrever, o WordPress te atualiza gratuitamente toda vez que publicamos algo novo. Assim, você pode acompanhar nossa redação! Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais.

A revista o sabiá é um veículo de mídia independente e sem fins lucrativos criado e equipado por jovens. Buscamos usar o jornalismo e a comunicação como um mecanismo de mudança do futuro das novas gerações.