Nos últimos dois dias, com muita emoção – superando o número de medalhas conquistadas nas paralímpiadas de 2016, e com quase o dobro de medalhas conquistadas pelo comitê olímpico brasileiro – conseguimos atingir (e superar!) a meta da delegação brasileira, de atingir o número de 100 medalhas de ouro conquistadas em edições das paralímpiadas.

Yeltsin Jacques, que já tinha alcançado o lugar mais alto do pódio na prova de 5000m, após uma arrancada significativa no final, marcou seu nome na história, ao conquistar a centésima medalha de ouro do Brasil, com direito a quebra de recorde mundial da modalidade.

 “Cem vezes Brasil! Pra sempre você, Yeltsin!”

– Sergio Arenillas (cometarista esportivo Sportv)

Após a prova emocionante de Yeltsin, Raissa Rocha Machado garantiu a medalha de prata na modalidade de lançamento de dardo F56. Assim como Jardenia Silva no atletismo, garantiu bronze no 400m T20.

Na natação continuamos conquistando pódio. Com Maria Carolina Santiago nos 100m livre, garantimos o ouro. Gabriel Bandeira ficou mais uma vez em segundo lugar, dessa vez nos 200m Medley e, Mariana Gesteira, bronze nos 100m livre. Mais uma vez garantimos pódio no revezamento, desta vez em segundo lugar, com Douglas Matera, Lucilene da Silva Sousa, Maria Carolina Santiago e Wendel Belarmino.  

No dia seguinte continuamos conquistando medalhas. Começamos na bocha, com Maciel Santos e com José Carlos, cada um com um bronze.

Em mais um dia de natação, como não poderia deixar de ser, o Brasil figurou novamente no pódio.  Nos 100m estilo peito, categoria sb12, Maria Carolina Santiago – que já havia ganhado um ouro na terça-feira –  mostrou hegemonia na prova toda e ganhou mais uma medalha de ouro, batendo o recorde paralímpico. Com as medalhas da Carol, o Brasil atinge o número de 102 medalhas de ouro na história das Paralimpíadas.

 Ainda na natação, Cecília Araújo garantiu a medalha de prata nos 50m livre s8 e, Talisson Glock, a de bronze nos 100m livre s6 (a primeira medalha paralímpica do atleta). Merece destaque também Daniel Dias, maior medalhista paralímpico do Brasil (com 27 medalhas), que disputou sua última prova antes da aposentadoria. Mesmo terminando em 4º lugar nos 50m livres, classe s5, saiu sorridente, feliz por seu desempenho nesta edição e de sua trajetória. 

No tênis de mesa por equipe classe 9 e 10, após perdermos nas semifinais, Bruna Alexandre, Dani Rauen e Jennyfer Parinos conquistaram o terceiro lugar, e pegaram a medalha de bronze para o Brasil.

Em comemoração a centésima medalha de ouro do Brasil nas Paralimpiadas, separamos os vencedores até os dias de hoje:


1- Márcia Malsar 1 medalha de ouro
2- Amintas Piedade 2 medalhas de ouro
3- Luis Claudio Pereira 6 medalhas de ouro
4- Miracema Ferraz 1 medalha de ouro
5- Maria Jussara Matos 1 medalha de ouro
6- Graciana Moraes Alves 1 medalha de ouro
7- Ádria Rocha Santos 4 medalhas de ouro
8- Suely Guimarães 2 medalhas de ouro
9- Antônio Tenório 4 medalhas de ouro
10- José Afonso Medeiros 1 medalha de ouro
11- Rosinha Santos 2 medalhas de ouro
12- Fabiana Sugimori 2 medalhas de ouro
13- André Garcia 1 medalha de ouro
14- Antônio Delfino 2 medalhas de ouro
15- Clodoaldo Silva 5 medalhas de ouro
16- Rev. 4x50m Medley 1 medalha de ouro
17- Futebol de 5 4 medalhas de ouro
18- Lucas Prado 3 medalhas de ouro
19- Terezinha Guilhermina 3 medalhas de ouro
20- Dirceu Pinto 2 medalhas de ouro
21- Dirceu Pinto e Eliseu Santos 2 medalhas de ouro
22- Daniel Dias 14 medalhas de ouro
23- André Brasil 7 medalhas de ouro
24- Alan Fonteles 1 medalha de ouro
25- Shirlene Coelho 2 medalhas de ouro
26- Felipe Gomes 1 medalha de ouro
27- Yohansson Nascimento 1 medalha de ouro
28- Tito Sena 1 medalha de ouro
29- Maciel Santos 1 medalha de ouro
30- Jovane Guissone 1 medalha de ouro
31- Ricardo Oliveira 1 medalha de ouro
32-Daniel Martins 1 medalha de ouro
33- Claudiney Batista 2 medalhas de ouro
34- Antônio Leme; Evelyn de Oliveira; Evani Soares 1 medalha de ouro
35- Petrúcio Ferreira 2 medalhas de ouro
36- Rev. 4x100m T11-13 1 medalha de ouro
37- Alessandro Rodrigo 1 medalha de ouro
38-Silvania Costa 2 medalhas de ouro
39- Gabriel Bandeira 1 medalha de ouro
40- Wendell Belarmino 1 medalha de ouro
41- Yeltsin Jacques 2 medalhas de ouro
42- Wallace Santos 1 medalha de ouro
43- Mariana D’Andrea 1 medalha de ouro
44- Alana Maldonado 1 medalha de ouro
45- Maria Carolina Santiago 3 medalhas de ouro
46- Gabriel Araújo 1 medalha de ouro
47- Elizabeth Gomes 1 medalha de ouro

Escrita em conjunto por Ariel Rocco e Maria Clara Aguiar

Sabiá

Somos uma publicação digital e independente lançada em 15 de julho de 2020 por um grupo de jovens brasileiros que querem democratizar o acesso à informação no Brasil. Nossa redação funciona remotamente e sem financiamento ou fins lucrativos, com mais de 40 integrantes e colaboradores.