Com mais do dobro de medalhas das Olimpíadas, o Brasil consegue a centésima medalha Paralimpíca


Nos últimos dois dias, com muita emoção – superando o número de medalhas conquistadas nas paralímpiadas de 2016, e com quase o dobro de medalhas conquistadas pelo comitê olímpico brasileiro – conseguimos atingir (e superar!) a meta da delegação brasileira, de atingir o número de 100 medalhas de ouro conquistadas em edições das paralímpiadas. Yeltsin Jacques, […]


Nos últimos dois dias, com muita emoção – superando o número de medalhas conquistadas nas paralímpiadas de 2016, e com quase o dobro de medalhas conquistadas pelo comitê olímpico brasileiro – conseguimos atingir (e superar!) a meta da delegação brasileira, de atingir o número de 100 medalhas de ouro conquistadas em edições das paralímpiadas.

Yeltsin Jacques, que já tinha alcançado o lugar mais alto do pódio na prova de 5000m, após uma arrancada significativa no final, marcou seu nome na história, ao conquistar a centésima medalha de ouro do Brasil, com direito a quebra de recorde mundial da modalidade.

 “Cem vezes Brasil! Pra sempre você, Yeltsin!”

– Sergio Arenillas (cometarista esportivo Sportv)

Após a prova emocionante de Yeltsin, Raissa Rocha Machado garantiu a medalha de prata na modalidade de lançamento de dardo F56. Assim como Jardenia Silva no atletismo, garantiu bronze no 400m T20.

Na natação continuamos conquistando pódio. Com Maria Carolina Santiago nos 100m livre, garantimos o ouro. Gabriel Bandeira ficou mais uma vez em segundo lugar, dessa vez nos 200m Medley e, Mariana Gesteira, bronze nos 100m livre. Mais uma vez garantimos pódio no revezamento, desta vez em segundo lugar, com Douglas Matera, Lucilene da Silva Sousa, Maria Carolina Santiago e Wendel Belarmino.  

No dia seguinte continuamos conquistando medalhas. Começamos na bocha, com Maciel Santos e com José Carlos, cada um com um bronze.

Em mais um dia de natação, como não poderia deixar de ser, o Brasil figurou novamente no pódio.  Nos 100m estilo peito, categoria sb12, Maria Carolina Santiago – que já havia ganhado um ouro na terça-feira –  mostrou hegemonia na prova toda e ganhou mais uma medalha de ouro, batendo o recorde paralímpico. Com as medalhas da Carol, o Brasil atinge o número de 102 medalhas de ouro na história das Paralimpíadas.

 Ainda na natação, Cecília Araújo garantiu a medalha de prata nos 50m livre s8 e, Talisson Glock, a de bronze nos 100m livre s6 (a primeira medalha paralímpica do atleta). Merece destaque também Daniel Dias, maior medalhista paralímpico do Brasil (com 27 medalhas), que disputou sua última prova antes da aposentadoria. Mesmo terminando em 4º lugar nos 50m livres, classe s5, saiu sorridente, feliz por seu desempenho nesta edição e de sua trajetória. 

No tênis de mesa por equipe classe 9 e 10, após perdermos nas semifinais, Bruna Alexandre, Dani Rauen e Jennyfer Parinos conquistaram o terceiro lugar, e pegaram a medalha de bronze para o Brasil.

Em comemoração a centésima medalha de ouro do Brasil nas Paralimpiadas, separamos os vencedores até os dias de hoje:


1- Márcia Malsar 1 medalha de ouro
2- Amintas Piedade 2 medalhas de ouro
3- Luis Claudio Pereira 6 medalhas de ouro
4- Miracema Ferraz 1 medalha de ouro
5- Maria Jussara Matos 1 medalha de ouro
6- Graciana Moraes Alves 1 medalha de ouro
7- Ádria Rocha Santos 4 medalhas de ouro
8- Suely Guimarães 2 medalhas de ouro
9- Antônio Tenório 4 medalhas de ouro
10- José Afonso Medeiros 1 medalha de ouro
11- Rosinha Santos 2 medalhas de ouro
12- Fabiana Sugimori 2 medalhas de ouro
13- André Garcia 1 medalha de ouro
14- Antônio Delfino 2 medalhas de ouro
15- Clodoaldo Silva 5 medalhas de ouro
16- Rev. 4x50m Medley 1 medalha de ouro
17- Futebol de 5 4 medalhas de ouro
18- Lucas Prado 3 medalhas de ouro
19- Terezinha Guilhermina 3 medalhas de ouro
20- Dirceu Pinto 2 medalhas de ouro
21- Dirceu Pinto e Eliseu Santos 2 medalhas de ouro
22- Daniel Dias 14 medalhas de ouro
23- André Brasil 7 medalhas de ouro
24- Alan Fonteles 1 medalha de ouro
25- Shirlene Coelho 2 medalhas de ouro
26- Felipe Gomes 1 medalha de ouro
27- Yohansson Nascimento 1 medalha de ouro
28- Tito Sena 1 medalha de ouro
29- Maciel Santos 1 medalha de ouro
30- Jovane Guissone 1 medalha de ouro
31- Ricardo Oliveira 1 medalha de ouro
32-Daniel Martins 1 medalha de ouro
33- Claudiney Batista 2 medalhas de ouro
34- Antônio Leme; Evelyn de Oliveira; Evani Soares 1 medalha de ouro
35- Petrúcio Ferreira 2 medalhas de ouro
36- Rev. 4x100m T11-13 1 medalha de ouro
37- Alessandro Rodrigo 1 medalha de ouro
38-Silvania Costa 2 medalhas de ouro
39- Gabriel Bandeira 1 medalha de ouro
40- Wendell Belarmino 1 medalha de ouro
41- Yeltsin Jacques 2 medalhas de ouro
42- Wallace Santos 1 medalha de ouro
43- Mariana D’Andrea 1 medalha de ouro
44- Alana Maldonado 1 medalha de ouro
45- Maria Carolina Santiago 3 medalhas de ouro
46- Gabriel Araújo 1 medalha de ouro
47- Elizabeth Gomes 1 medalha de ouro

Escrita em conjunto por Ariel Rocco e Maria Clara Aguiar



Eleições

  • Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    , ,

    Streamers com grande audiência revelam em qual candidato votam no segundo turno das eleições 2022.

  • Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    ,

    Três youtubers foram eleitos este ano, e todos estão associados a fenômenos de violência. Gustavo Gayer e Nikolas Ferreira são propagadores de um discurso político violento, enquanto o Delegado da Cunha é conhecido por publicar vídeos de operações policiais degradantes à comunidades paulistanas.

  • Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Para especialista em Direito Eleitoral, o Cônsul-geral do Brasil em Lisboa poderia se envolver na convocação dos eleitores se comprovados que os votos anulados poderiam afetar o resultado da eleição de 1º turno.


  • Bolsonaro retém R$2,4 bilhões do MEC

    Bolsonaro retém R$2,4 bilhões do MEC

    Planalto divulga decreto anunciando A retenção de 2,4 bilhões de institutos e universidades federais. A medida vale para despesas não obrigatórias, como recursos de assistência estudantil, salários de funcionários terceirizados e muitos outros.

  • Dezesseis anos de WikiLeaks

    Dezesseis anos de WikiLeaks

    , , , ,

    No mês de aniversário de 16 anos do WikiLeaks, é imprescindível lembrar que a organização se tornou uma questão controversa e divisória entre as organizações de direitos civis; maioria concorda com o valor inegável que o WikiLeaks teve ao denunciar violações de direitos humanos e liberdades civis.

  • Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    Alanzoka, Casimiro e outros streamers da Twitch declaram voto

    , ,

    Streamers com grande audiência revelam em qual candidato votam no segundo turno das eleições 2022.

  • Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    Três youtubers bolsonaristas que chegam ao Congresso

    ,

    Três youtubers foram eleitos este ano, e todos estão associados a fenômenos de violência. Gustavo Gayer e Nikolas Ferreira são propagadores de um discurso político violento, enquanto o Delegado da Cunha é conhecido por publicar vídeos de operações policiais degradantes à comunidades paulistanas.

  • Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Bolsonarista prejudica eleição ao votar duas vezes em Lisboa; entenda o caso

    Para especialista em Direito Eleitoral, o Cônsul-geral do Brasil em Lisboa poderia se envolver na convocação dos eleitores se comprovados que os votos anulados poderiam afetar o resultado da eleição de 1º turno.

  • Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    ,

    Dois dias após o primeiro turno das eleições, usuários de esquerda passaram a infiltrar grupos bolsonaristas no Telegram. O resultado foi o reforço da moderação por parte dos administradores, e a aposta em teorias conspiratórias.

  • Todo fascista é corno

    Todo fascista é corno

    ,

    Não é difícil entender que a vontade de escrever é nula, assim como a vontade de acordar, sair da cama e realizar que esse bando de corno não tem mais medo de cantar aos quatro ventos: “sou fascista na avenida e minha escola é a mais querida dos reaça nacional!”.

  • No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    ,

    Grupos bolsonaristas no Telegram reforçam táticas xenofóbicas e criam fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste.


Tem uma pauta?
Estamos aqui

Toda ideia tem o potencial de ser uma boa ideia. Gostamos de ouvir ideias de pauta, denúncias ou sugestões de nossos leitores. Se quiser compartilhar, conte conosco — e olha, pode ser anônimo, tá?

Seja notificado de novas publicações, assine.

Ao se inscrever, o WordPress te atualiza gratuitamente toda vez que publicamos algo novo. Assim, você pode acompanhar nossa redação! Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais.

A revista o sabiá é um veículo de mídia independente e sem fins lucrativos criado e equipado por jovens. Buscamos usar o jornalismo e a comunicação como um mecanismo de mudança do futuro das novas gerações.