(Foto: Rogério Capela/CPB)

Começando a famosa chuva de ouro em Tóquio, Alessandro Rodrigo foi o primeiro atleta do dia a conquistar o lugar mais alto no pódio. Depois de garantir medalha de prata no arremesso de peso, Alessandro leva para casa também a de ouro no lançamento de disco.

Na natação, continuamos procurando rivais ao nível dos nossos atletas. Depois de dar uma entrevista ao conquistar sua medalha de bronze nos 100m livre, prometendo que ao dar seu 100% garantiria o primeiro lugar, Talisson Glock não fez diferente. Liderando a prova dos 400m livre desde o início, nosso atleta cumpriu o que disse e pôde ouvir o Hino do Brasil no pódio.
Como já era de se esperar, com Gabriel Araújo a história não poderia ser diferente. Com sua sede pelo ouro, Gabrielzinho – como é chamado – conquistou sua segunda medalha de ouro na competição. Com carisma e dancinha sempre ao subir no pódio, o atleta de apenas 19 anos já fez história na sua estreia nas paralímpiadas.

O atletismo não parou só com Alessandro. Marivana Oliveira e Mateus Evangelista Cardoso também conquistaram um espaço no pódio. Marivana garantiu o segundo lugar no arremesso de peso F35, e Mateus o terceiro no salto em distância T37.

Estreia de modalidades

Com a estreia do ParaTaekwondo e ParaBadminton na competição, Nathan Torquato na categoria até 61kg, classe K44, garantiu a primeira medalha dourada na luta para o Brasil. Silvana Fernandes também fez história no ParaTaekwondo, garantindo bronze na categoria até 58kg.

Na canoagem, Luis Carlos Cardoso garantiu a medalha de prata, e deu uma entrevista emocionado citando o campeão olímpico na modalidade, Isaquias Queiroz. Ainda na água, depois de conquistar ouro na natação nos 50m livre, Wendell Bellarmino fica com o terceiro lugar nos 100m borboleta.

No atletismo continuamos fazendo história. João Victor Teixeira, garantiu mais uma vez o terceiro lugar no pódio no lançamento de disco F37, com sua segunda medalha de bronze nas paralimpíadas de Tóquio 2020. Com pódio brasileiro, Thiago Paulino e Marco Aurélio Borges conquistaram primeiro e terceiro lugar respectivamente, no arremesso de peso F57.

Por último, mas não menos importante, nossos atletas garantiram medalha de ouro no GoalBoal masculino – esporte exclusivo das Paralimpiadas – depois de vencerem do Japão. Assim, terminamos o décimo dia de competições em sétimo lugar no quadro de medalhas, com o total de 61: 21 de ouro, 14 de prata e 26 de bronze.

Escrita em conjunto por Ariel Rocco e Maria Clara Aguiar

Sabiá

revista o sabiá é uma revista independente, digital e sem fins lucrativos. Surgimos com o propósito de democratizar o acesso à informação de qualidade para a juventude brasileira, seja ela a informação acadêmica, jornalística, científica ou cultural.

Acreditamos que tanto o jornalismo como a comunicação possuem o potencial de mudar o mundo, sendo necessário reaver a sua função social. Ao longo da história moderna, o senso comum costuma lembrar do lado negativo que a imprensa ao contribuir ou participar de narrativas políticas polêmicas. Nós, pelo contrário, gostamos de pensar que a imprensa teve um papel essencial em eventos como o Maio de 1968, a Primavera Árabe e muitos outros.