Em um ano de eleições, ter 16 anos é um ato político

Este ano, teremos a oportunidade de mudar a realidade do Brasil, através do exercício da nossa cidadania, por meio do voto nas eleições. Aos 18 anos, torna-se obrigatório o alistamento, mas quem tem 16 anos já pode votar de forma voluntária. 

Ao exercer a sua cidadania através do voto, o seu lugar na sociedade encontra-se ocupado, vindo você a participar ativamente das escolhas politicas e sociais, mas sobretudo, trabalhar ativamente para ajudar no desenvolvimento do país. 

Com 16 anos, ainda não é obrigatório votar diante a vigência constitucional, mas, diante do viés social, torna-se um ato político, onde participar das eleições, mesmo que de forma voluntária, representa sua intenção de participação da democracia, bem como, a intenção de desenvolvimento social. 

Se você tem 15 anos, e completa 16 anos até 2 de outubro de 2022, você pode mesmo assim tirar o seu título. Apenas fique atento a data de alistamento, que deve se encerrar no dia 4 de maio de 2022. 

O ato de votar, não diz respeito a sua posição política, mas sim a sua posição de cidadão, então você, jovem de 16 anos, não precisar temer em exercer seu direito como cidadão por conta de sua posição política. Ressalta-se, aqui, a necessidade de pesquisa das intenções dos candidatos para definir seu voto. 

Assim, para votar, é necessário o alistamento eleitoral. Com as diversidades trazidas pela pandemia, muitos jovens não possuem recursos para irem até o Tribunal Regional Eleitoral de sua cidade para realizar o alistamento, sendo um obstáculo ao exercício de voto. 

De qualquer forma, isso não impede o exercício de voto, nem mesmo obsta o direito de realizar o título de eleitor, sendo possível realizar o alistamento de forma online, conforme passo a passo abaixo:

Tenha seus documentos em mãos, como: RG, CPF, endereço, e-mail e quitação de serviço militar. Se possível, já deixe todos os documentos salvos no seu computador ou celular, assim facilita o acesso. 

Acesse o sistema TituloNet por este link.

Preencha todos os dados no link acima: nome, email, endereço, RG, CPF, e outros dados solicitados.

O sistema poderá solicitar alguns documentos em PDF, como, por exemplo, a quitação de serviço militar. 

Fique atento, pois o sistema poderá solicitar que você junte até 4 fotos suas. 

Seguindo todos os passos do sistema, está tudo feito.  Agora é só aguardar. 

Após feito o seu cadastro, você poderá acompanhar sua solicitação por este link.

Após ter percorrido os passos acima, e o processamento de dados ter sido concluído, basta baixar o aplicativo E-Título, disponível para qualquer software de dispositivo móvel, para ter acesso ao seu título de eleitor digital. 

Feito isso, você estará mais do que pronto para exercer seu papel como cidadão e ajudar o país a desenvolver-se. 


lembre-se sempre: pesquisar sobre os candidatos é fundamental, e que sua decisão de voto deve ser individual. 

Para mais informações clique neste link.



TEM UMA PAUTA?
ESTAMOS AQUI!

Toda ideia tem o potencial de ser uma boa ideia. Gostamos de ouvir ideias de pauta, denúncias ou sugestões de nossos leitores. Se quiser compartilhar, conte conosco — e olha, pode ser anônimo, tá?


Em destaque

RECENTES

A revista o sabiá é um veículo de mídia independente e sem fins lucrativos, que busca usar o jornalismo e a comunicação como um mecanismo de mudança no futuro das novas gerações.