Jeremy Corbyn: a jornada de um líder socialista

Hoje, 26 de maio, comemora-se os 73 anos de um político britânico que costumava ser visto como um parlamentar ‘fantasioso’, quando se importava em contribuir nas causas de justiça social e direitos humanos.

Jeremy Corbyn, o ex-líder do Partido Trabalhista britânico, venceu repetidamente as expectativas em um cenário conservador da Inglaterra em sua longa carreira política e parece ter feito isso novamente em sua última disputa nas eleições para Primeiro Ministro em 2017, no Reino Unido.

Um socialista afiado de 73 anos que nunca ocupou um cargo de alto escalão, Corbyn começou sua campanha eleitoral como um forasteiro – um status que ele mesmo usava a seu favor – e especialistas dizem que os resultados daquela época significaram que os rumores internos do partido contra sua liderança foram atenuados.

“Há quatro pontos que eu faria sobre o socialismo, se me permite: paz, justiça, humanidade e nossa relação com o mundo natural,”

– Discurso de Corbyn no MeRA25 Congress

Jeremy Corbyn sendo preso durante um protesto contra o apartheid sul-africano (1984). Fonte: Reprodução.

Um elemento emergente da política britânica por quatro décadas, Corbyn possui um histórico socialista impecável – seus pais se conheceram como ativistas na Grã-Bretanha durante a Guerra Civil Espanhola. Nascido em Chippenham, Wiltshire, frequentou a escola preparatória Castle House School, passando grande parte de sua infância em uma mansão que ficava em uma vila povoada em sua maioria por conservadores, em West Midlands.

Ele foi eleito deputado por Islington, um reduto da esquerda londrina, em 1983, mas nunca sujou as mãos em cargo público, preferindo a visão das bancadas da oposição. A partir daí, Jeremy iniciou sua empreitada na defesa dos direitos humanos e no trabalho em torno da justiça social. Enquanto membro do Partido Trabalhista, Corbyn foi considerado um ‘rebelde em série’ contra as decisões de seu partido nos anos 90 e uma pedra no sapato do primeiro-ministro da época Tony Blair, notadamente sobre a guerra do Iraque – contra a qual ele votou.

Poucos esperavam que ele chegasse a uma curta distância da Downing Street. Mas sua eleição surpresa como líder trabalhista em setembro de 2015 veio na esteira de um movimento em massa da esquerda progressista pelo mundo.

Uma vida inteira construindo credenciais de protesto o tornou querido por gerações de jovens eleitores desiludidos com a política dominante.

Visão política

Em contraste com uma visão generalizada, a política de Corbyn é mais ‘mainstream‘ do que é relatado na imprensa. Seus aspectos políticos estão amplamente alinhados com o Partido Trabalhista original, desde sua formação em 1900 (como o Comitê de Representação Trabalhista) até pelo menos 1945.

Desde a eleição do primeiro governo trabalhista majoritário em 1945 até a renúncia de Ed Miliband da liderança em 2015, o Partido Trabalhista se ajustou às realidades para manter o poder e se tornou mais moderado em grande parte de sua retórica política. Uma grande parte do partido abandonou sua ideologia socialista original, em substância, se não em nome, e esses pragmatistas dominaram o Partido Trabalhista durante o período pós-guerra. Para manter a credibilidade, eles tentaram alterar o significado do socialismo para servir a fins mais moderados.

A eleição de Corbyn como líder deve ser entendida – em parte – como uma reabilitação das doutrinas trabalhistas típicas do período 1900-1945, e da aspiração trabalhista pelo socialismo como originalmente definido. Jeremy Corbyn tem DNA trabalhista. Mas ele recombinou o DNA original do Partido Trabalhista com doutrinas ‘anti-imperialistas’ que se tornaram proeminentes – em grande parte – fora do Partido Trabalhista, nas décadas de 1960 e 1970.

Para uma significativa parcela de especialistas, no mundo pós-Brexit, pós-COVID, de reconstrução econômica e social, o ‘corbynismo’ pode muito bem ser visto como uma estratégia futura para reconstruir e reorientar a social-democracia. Até certo ponto, a população sob os conservadores tornou-se mais sintonizada com a intervenção do Estado na economia e em muitas outras áreas da vida.

No entanto, muitas das políticas de Corbyn durante as últimas eleições gerais (como a nacionalização da banda larga) foram vistas como eleitoralmente impraticáveis, mas hoje essa posição tem um forte argumento baseado em evidências. O papel do Estado na provisão de cadeias vitais de abastecimento de alimentos, serviços de saúde, serviços de assistência e transporte têm muito em comum com as ideias propostas pelo Corbynism nos últimos anos, mas recentemente têm sido usadas pelo governo conservador para manter a vitalidade serviços em que muitos confiam.

Um novo partido de esquerda?

A ideia de Corbyn em transformar seu Projeto Paz e Justiça (PJP) em um novo partido de esquerda não é algo tão distante quanto parece. Enquanto o potencial novo partido de esquerda de Corbyn teria um efeito eleitoral surpreendente, ele também daria um lar para dezenas de milhares de eleitores que não se sentem representados pelo atual líder trabalhista Keir Starmer, sendo vistos fora da bolha do establishment político da Grã-Bretanha.

Para muitos dos apoiadores de Corbyn, a iniciativa de um novo partido seria uma espécie de versão refundada do Partido Trabalhista. O movimento visa recuperar o corbynismo sem a intervenção de parlamentares conservadores. No entanto, pelo menos no curto prazo, isso ainda significaria dependência dos trabalhistas devido às limitações e necessidades que o foco no parlamento exige.

“Construir a luta é um dilema mais urgente do que construir um novo partido parlamentar” diz Corbyn. Sem a verdadeira cartilha trabalhista movimentada por Jeremy Corbyn, a esquerda britânica está longe de ser vista ou ouvida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.