Eu preferiria não

Hoje é dia oito de agosto e eu preferiria não escrever esta crônica. Primeiro porque é aniversário de minha mãe, a quem devo praticamente tudo o que tenho e o que sou, e de quem banquei a festa ontem à noite, na pizzaria Carlitos — restaurante preferido de muitas gerações que nasceram, cresceram ou escolheram a Vila Mariana para morar. E segundo por passar o final de semana com duas mortes martelando minha cabeça: a de Jô Soares, de quem tento copiar o estilo e a irreverência na hora de escrever, e a de Leandro Lo, oito vezes campeão mundial de jiu-jitsu (esporte que amo e pratico) assassinado por um PM bêbado com um tiro à queima-roupa bem no meio da testa. Dito isso, reservo-me o direito de preferir não escrever esta crônica e encerro por aqui, antes de incorrer no risco de efetivamente escrever uma crônica e ir contra minha própria preferência. Obrigado e até a semana que vem. 



TEM UMA PAUTA?
ESTAMOS AQUI!

Toda ideia tem o potencial de ser uma boa ideia. Gostamos de ouvir ideias de pauta, denúncias ou sugestões de nossos leitores. Se quiser compartilhar, conte conosco — e olha, pode ser anônimo, tá?


Em destaque

RECENTES

A revista o sabiá é um veículo de mídia independente e sem fins lucrativos, que busca usar o jornalismo e a comunicação como um mecanismo de mudança no futuro das novas gerações.