Estadão volta a 1964 e disfarça massacre de combate ao noticiar a morte de Major Curió


Graças a uma espetacular falência múltipla de órgãos, morreu o Major Curió. Inimigo da alegria, viveu para provar que matar pobre não é crime no Brasil.


Graças a uma espetacular falência múltipla de órgãos, morreu na madrugada desta quarta-feira, 17, Major curió – velhaco misógino, anticachaça e dono de um revólver que cantarolava Wagner. Enquanto os milicos tinham a esquerda como grande adversária, Curió preferiu declarar inimigos 50% + 1 da população Brasileira; o presente obituário faz, portanto, um sincero elogio à determinação de Curió – que, já decrépito, realizou um dos maiores sonhos de qualquer pilantra vivo em 2022: ser recebido no Planalto pelo presidente Jailson Bolsonario.

Além do povo e da cachaça, como dito acima, Curió também era inimigo da felicidade e do bom senso, já que o tráfico de drogas operado por homens de farda nunca foi um problema para ele. Em entrevista a Ibrahim Sued, grande colunista social, Curió disse que “o maior prejuízo de se cheirar cocaína é ver um cargo no Congresso caindo no seu colo”, e que “eu não cheiro cocaína, mas veja bem: não tenho nada contra quem cheira! Até tenho amigos que cheiram”.

O grandessíssimo safado em questão ainda foi o responsável designado pela Ditadura para reprimir (massacrar) a Guerrilha do Araguaia (onde empilhou 41 corpos) e, posteriormente, para “comandar” (como se aquilo tivesse qualquer tipo de comando) Serra Pelada, tornando-se a única autoridade civil e militar no local.

Antes de morrer, porém, ainda se elegeu Deputado Federal pelo Pará em 1982 e prefeito de Curionópolis (PA) em 2000, provando que matar pobre ainda dá direito a uma certidão criminal negativa no Brasil.



Eleições

  • Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    ,

    Dois dias após o primeiro turno das eleições, usuários de esquerda passaram a infiltrar grupos bolsonaristas no Telegram. O resultado foi o reforço da moderação por parte dos administradores, e a aposta em teorias conspiratórias.

  • No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    ,

    Grupos bolsonaristas no Telegram reforçam táticas xenofóbicas e criam fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste.

  • Como que vota o estudante da UFBA?

    Como que vota o estudante da UFBA?

    ,

    Lula é candidato quase unânime, e economia não é o tema mais importante para eles.


Tem uma pauta?
Estamos aqui

Toda ideia tem o potencial de ser uma boa ideia. Gostamos de ouvir ideias de pauta, denúncias ou sugestões de nossos leitores. Se quiser compartilhar, conte conosco — e olha, pode ser totalmente anônimo, tá?


  • Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    Após infiltração, grupos bolsonaristas no Telegram reforçam moderação

    ,

    Dois dias após o primeiro turno das eleições, usuários de esquerda passaram a infiltrar grupos bolsonaristas no Telegram. O resultado foi o reforço da moderação por parte dos administradores, e a aposta em teorias conspiratórias.

  • Todo fascista é corno

    Todo fascista é corno

    ,

    Não é difícil entender que a vontade de escrever é nula, assim como a vontade de acordar, sair da cama e realizar que esse bando de corno não tem mais medo de cantar aos quatro ventos: “sou fascista na avenida e minha escola é a mais querida dos reaça nacional!”.

  • No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    No Telegram, bolsonaristas espalham fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste

    ,

    Grupos bolsonaristas no Telegram reforçam táticas xenofóbicas e criam fake news sobre eleitores mortos votando no Nordeste.

  • Anunciando um novo modelo: notas

    Anunciando um novo modelo: notas

    Anunciamos as notas, reportagens curtas sobre temas relacionados às eleições de segundo turno.

  • A falta da política externa

    A falta da política externa

    , ,

    Às vésperas da eleição mais importante desde a redemocratização, e ainda sob efeito da ressaca moral que assola o país após o clássico debate presidencial da Rede Globo, a ausência da política externa como pauta de discussão demonstra o enorme apequenamento do Brasil.

  • Pesquisa aponta que norte-americanos desaprovam  apoio militar na Ucrânia

    Pesquisa aponta que norte-americanos desaprovam apoio militar na Ucrânia

    , , ,

    Muitos americanos pensam que Biden deveria se apressar e encontrar um acordo diplomático. Mas para os apoiadores da Ucrânia, seja à esquerda ou à direita, a resposta é que Biden se apresse e vença, dando à Ucrânia mais ajuda militar e aceitando mais riscos.

  • Deus esteve em São Paulo

    Deus esteve em São Paulo

    ,

    Deus nasceu no Rio de Janeiro, cresceu em Minas Gerais e, na noite do último domingo, 26, esteve em São Paulo, das 20h às 22h20. Eu estava lá. Eu vi Deus!

  • Canal bolsonarista  espalha conspiração sobre Edward Snowden

    Canal bolsonarista espalha conspiração sobre Edward Snowden

    , ,

    Em mais uma onda de fake news, canal bolsonarista no Telegram espalha que Edward Snowden revelou plano de “manipulação geofísica” contra eles a partir do projeto HAARP.

Seja notificado de novas publicações, assine.

Ao se inscrever, o WordPress te atualiza gratuitamente toda vez que publicamos algo novo. Assim, você pode acompanhar nossa redação! Não se esqueça de nós seguir nas redes sociais.

A revista o sabiá é um veículo de mídia independente e sem fins lucrativos criado e equipado por jovens. Buscamos usar o jornalismo e a comunicação como um mecanismo de mudança do futuro das novas gerações.