Presidente Mente Pra Caralho Em Rede Nacional: Com boas intenções, jornalistas questionaram o despota se ele respeitaria o resultado eleitoral. O Presidente, que indica planejar um golpe de Estado menos elegante que o de Eduardo Cunha e mais sútil que o das Forças Armadas (FFAA) em 1964, disse que os resultados serão respeitados, desde que sejam limpas e transparentes.

Em uma coincidência surpreendente, hospitais ao redor do país receberam chamadas de emergência questionando se o suicídio assistido já havia sido aprovado por membros do Partido Novo no Congresso.