O presidente Jair Bolsonaro aprovou nesta segunda, 28 de novembro, um novo corte para a educação do país. A quantia seria destinada para escolas, universidades e programas federais. A decisão adveio por volta das 16h32 em consulta ao SIAFI.

O informe diz que o decreto faz parte da Junta de Execução Orçamentária (JEO), com isso é realizado um estorno dos limites de movimentação disponíveis para unidades vinculadas ao Ministério da Educação. A ação visa o cumprimento da regra do teto de gastos estabelecida pela Emenda Constitucional nº95/2016.

A ordem fora as escondidas, visto que após os resultados eleitorais do segundo turno Jair Bolsonaro não realizou aparições públicas e falou menos de 5 minutos aos brasileiros. A ação foi denunciada pelo Deputado Federal eleito Guilherme Boulos (PSOL) em sua conta do Twitter.

Além de Guilherme Boulos, a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) repercutiu a retenção do valor bilionário.

Sabiá

revista o sabiá é uma revista independente, digital e sem fins lucrativos. Surgimos com o propósito de democratizar o acesso à informação de qualidade para a juventude brasileira, seja ela a informação acadêmica, jornalística, científica ou cultural.

Acreditamos que tanto o jornalismo como a comunicação possuem o potencial de mudar o mundo, sendo necessário reaver a sua função social. Ao longo da história moderna, o senso comum costuma lembrar do lado negativo que a imprensa ao contribuir ou participar de narrativas políticas polêmicas. Nós, pelo contrário, gostamos de pensar que a imprensa teve um papel essencial em eventos como o Maio de 1968, a Primavera Árabe e muitos outros.